2017

   

Violência Policial

 

Defesa dos Direitos Humanos

 


Desde 2006 o Observatório das Violências Policiais-SP foi integrado ao Centro de Estudos de História da América Latina (CEHAL- PUC-SP), vinculado ao Programa de Estudos de Pós-graduação em História da PUCSP. Desde 2017 somos o Observatório das Violências Policiais e dos Direitos Humanos.
 

 

E-mail: viol.obs@ovp-sp.org

 
 

Pesquisar neste sítio

 


Sitio Premiado - Selo Direitos Nota 10 - DHnet



 


Baixe para ler em pdf


 


PMs, juízes, promotores e nós: o complexo ciclo da violência policial
22.07.2017

Gil Alessi, El País

Do Massacre do Carandiru ao assassinato do carroceiro, rede de impunidade dá "carta-branca" para matadores.

 leia mais



GCMs tentam barrar distribuição de sopa na Cracolândia
21.07.2017

Marcelo Godoy, Estadão

Guardas-civis metropolitanos (GCMs) tentaram impedir na noit a distribuição de sopa quente para moradores de rua e dependentes químicos na região da Cracolândia, no centro. A denúncia foi feita pelo padre Júlio Lancellotti, da Pastoral do Povo de Rua.

 leia mais



Presa sete vezes em manifestações, adolescente acusa PM de perseguição
20.07.2017

Fausto Salvadori e Daniel Arroyo, Ponte

Em menos de um ano, esta adolescente de 17 anos já foi detida sete vezes pela PM quando participava de passeatas. Ela, seus amigos e advogados não têm dúvidas: afirmam que a adolescente foi “marcada” pelos policiais e vem sendo vítima de detenções arbitrárias, com o único objetivo de tirá-la das ruas. Ela afirma que policiais ameaçaram “forjar flagrante” para deixá-la na cadeia quando for maior de idade. “Não quero ser o próximo Rafael Braga”, diz.

 leia mais



Manifestação por passe livre termina com uma pessoa ferida e quatro detidas
19.07.2017

Daniel Arroyo e Maria Teresa Cruz, Ponte

Protesto começou na avenida Paulista e seguia pacífico, quando um PM agrediu com um cassetete à moradora de rua Maria, que, desde a Paulista, acompanhava o protesto com os estudantes. Maria foi golpeada do lado esquerdo da cabeça e sangrava muito. Nno final, estudantes promoveram um "catracaço" que terminou em pancadaria e detenções pelos seguranças do Metrô.

 leia mais



Revolta e emoção marcam missa de 7º dia de catador assassinado por policial
19.07.2017

Rodrigo Gomes, Rede Brasil Atual


Celebração foi ato contra impunidade. Foto: Roberto Parizotti / CUT

Com a Catedral da Sé cheia, artistas, jornalistas, militantes de direitos humanos e amigos do catador Ricardo Silva Nascimento, o Negão, assassinado com três tiros no dia 12, por um Policial Militar, no bairro de Pinheiros, zona oeste da capital paulista, cobraram justiça. “Quanto vale a vida de uma pessoa?”

 leia mais



Moradores do Jardim Peri, na periferia da zona norte de SP, acusam Rota de executar Fefeu
17.07.2017

Arthur Stabile e André Caramante, Ponte

Thiago dos Santos Ferreira era membro da Fiel Pery, braço da torcida Gaviões da Fiel no bairro da zona norte paulistana, foi morto manhã de 14 de junho, em operação da Rota.

 leia mais



Brutal despejo de acampados Sem Terra em Conceição da Barra, Espírito Santo
17.07.2017

MST

Os acampados, que transformaram um canavial abandonado em 50 hectares de produção saudável de alimentos, viram suas casas e lavouras serem destruídas por tratores e uma tropa de choque.

 leia mais



Guarda Civil de Florianópolis fere gravemente gari grevista
13.07.2017

Raquel Wandelli, Jornalistas Livres



Em greve há três dias contra um projeto que abre caminho para a privatização dos serviços de coleta e limpeza, os operários da Companhia de Melhoramentos da Capital de Florianópolis sofreram uma emboscada na calada da noite. Seis trabalhadores foram feridos com tiros de bala de borracha à queima roupa pela guarda civil. Um deles foi atingido no abdômen e hospitalizado em estado grave no Hospital de Caridade. Segundo o presidente do sindicato Sintrasem, ele se encontra estável agora.

 leia mais



Investigações comprovam autoria de policiais em massacre no Pará
13.07.2017

Justificando

A secretaria estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) e a Polícia Civil paraense admitiram que as investigações e laudos periciais apontam que, ao contrário do que afirmam os policiais que participaram da ação, não houve confronto com os posseiros, que podem ter sido executados. "Se juntarmos todos os laudos, não tenho dúvida de que não houve confronto... Pelo que foi apurado, tudo indica que não houve confronto e, sim, um desfecho inaceitável", disse o delegado-geral, Rilmar Firmino, durante entrevista coletiva.

 leia mais



“A polícia matou Ricardo na frente de todo mundo”
13.07.2017

Flávia Martinelli, Gustavo Aranda, Lina Marinelli e Martha Raquel,
Jornalistas Livres

Em frente as cameras, a Polícia Militar executou um carroceiro morador de rua em pleno horário de rush, num dos bairros mais ricos de São Paulo. A PM limpou a rua antes da perícia e levou o corpo dentro da viatura da Ronda Escolar.

 leia mais



“Vi o PM apontar a arma para o pobre coitado e atirar”, afirma testemunha
12.07.2017

Kaique Dalapola, Ponte

Um carroceiro identificado como Ricardo Oliveira Santos, o Negão, 29 anos, morreu em Pinheiros, na zona oeste de São Paulo. De acordo com testemunhas, o homem foi assassinado por um policial militar com três tiros no peito. “Ouvimos a discussão, vi claramente o PM apontar a arma para o pobre coitado e depois dois tiros, e o cara estava no chão. Não foi tiroteio, não foi nem resistência armada. Foi execução”, afirma o José Augusto Alves Neto, de 62 anos, morador da região.

 leia mais



Prisão de 13 policiais envolvidos no Massacre de Pau D’Arco é um passo importante para chegar aos mandantes
11.07.2017

CBDDH

Neste momento delicado do caso, é necessário que o governo do Pará e o governo federal atuem de forma contundente para garantir a segurança dos trabalhadores rurais. A prisão dos acusados certamente aumentará a tensão na região, o que pode gerar ainda mais mortes. Para evitar que isso aconteça, o Estado tem a obrigação de garantir a proteção dos camponeses, familiares das vítimas e de todas e todos aqueles que estão cobrando Justiça.

 leia mais



“O Bope está entrando nas favelas pra matar”
10.07.2017

Luiza Sansão, Ponte

“Os policiais do Bope entraram aqui de madrugada, bateram em morador no meio do baile, chutaram morador e saíram matando. Um menino aqui, estava todo mundo correndo e só porque ele não parou, meteram um tiro nas costas dele. E ainda comemoraram: ‘ai, tombou, tombou!’”, relata à Ponte uma moradora da Cidade de Deus, sobre a violenta operação do Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar que resultou na morte de Luiz Felipe da Silva Alves, de 23 anos, e Igor Batista dos Santos, deixando dez pessoas baleadas na favela, localizada na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro.

 leia mais



Justiça manda prender 13 policiais por massacre de sem-terra no Pará
10.07.2017

Carlos Madeiro, UOL notícias

A Justiça do Pará acolheu pedido do Ministério Público Estadual e determinou a prisão temporária de 11 policiais militares e dois policiais civis que atuaram durante o massacre de dez trabalhadores rurais no município de Pau D'Arco, no dia 24 de maio. Os policiais afirmam que houve troca de tiros durante a ação, mas a perícia concluiu que nenhum dos carros ou coletes dos policiais foi alvejado, reforçando a versão das vítimas de que os policiais chegaram atirando ao local.

 leia mais



Policiais militares mataram mais de 5 mil pessoas em SP nos últimos 10 anos
10.07.2017

Victor Ferreira, GloboNews

Levantamento da GloboNews baseado em dados da Secretaria estadual de Segurança Pública de São Paulo mostra que, de abril de 2007 a março de 2017, 5.026 pessoas foram mortas por policiais militares no estado. Só no primeiro trimestre deste ano, foram registradas 160 mortes causadas por PMs.

 leia mais



Ações policiais na Maré, no Rio de Janeiro, são alvo de plano contra violações de direitos
07.07.2017

Luiza Sansão, Ponte

Uma decisão da Justiça cobra mudanças na forma como as polícias atuam no Complexo de Favelas da Maré, na Zona Norte da capital fluminense, onde são registrados, há anos, diversos casos de agressões, homicídios, invasões de casas sem mandado durante operações nas comunidades.

 leia mais



A saga do estudante Mateus Ferreira, vítima de agressão da PM goiana
05.07.2017

Maísa Lima, Brasil de Fato

Natural de Osasco (SP), Mateus Ferreira é estudante de Ciências Sociais, mas já tem curso superior em Informática, com ênfase em Gestão de Negócios. Começou a frequentar manifestações de rua em 2013, aquelas que ficaram conhecidas como Manifestações dos 20 Centavos. Chegou em Goiânia em março de 2016. Na Greve Geral de 28 de abril, enquanto exercia seu direito de protestar, foi brutalmente agredido por um capitão da PM goiana.

 leia mais



Jovem morto na Favela da Moinho foi torturado a marteladas, diz família
28.06.2017

Sérgio Silva e Fausto Salvadori, Ponte

Moradores dizem que PMs passaram pelo menos meia hora dentro de barraco com Leandro de Souza Santos antes de atirar nele. Afirmam que o jovem foi torturado e, no final, executado.

 leia mais



Polícia Civil indicia cabo da PM por matar uma adolescente dentro de escola no Rio
27.06.2017

Carolina Moura, Ponte

Um inquérito policial concluiu que o cabo da PM Fábio de Barros Dias matou a estudante Maria Eduarda, 13 anos, baleada dentro de uma Escola Municipal da Zona Norte do Rio de Janeiro, em 30 de março, quando ela fazia aula de educação física. No mesmo dia em que a menina foi morta, os policiais militares Fábio e David Centeno foram flagrados executando dois homens que estavam feridos e caídos no chão, atrás do colégio.

 leia mais



Em Curitiba, violência policial no ato contra o ajuste fiscal
21.06.2017

René Ruschel, CartaCapital


Servidor atingido pela represão. Foto: Chico Camargo / CMC

 leia mais



Cenário de guerra: Polícia Militar ataca manifestantes do "Ocupa Brasília"
24.05.2017

Brasil de Fato

A Polícia Militar (PM) reprimiu com violência o ato do Ocupa Brasília na tarde deste 24 de maio. Os oficiais tentaram dispersar mais de 150 mil manifestantes que marchavam em direção ao Congresso Nacional, regeitando os projetos de lei contra os dereitos dos trabalhadores, pedindo a saída do presidente Michel Temer e eleições diretas. Policiais usaram bombas de gas e cavalaria para dispersar aos manifestantes; os organizadores denunciam uso de arma letal. O presidente Temer decidiu colocar o Exército nas ruas.

 leia mais


Ver arquivo de notícias
 

 

 


Historiador contratado pela Volks confirma participação da empresa na repressão a trabalhadores na ditadura
23.07.2017

Opera Mundi

A filial brasileira da Volskwagen colaborou ativamente com a ditadura no Brasil na repressão a trabalhadores. A informação foi confirmada pelo historiador Christopher Kopper, contratado pela montadora, na Alemanha, para investigar as relações da empresa com o aparato repressivo brasileiro.

 leia mais



Governo reduz verba destinada à fiscalização contra os trabalhos escravo e infantil
23.07.2017

Guilherme Amado, O Globo

Enquanto Michel Temer faz gastos bilionários com emendas parlamentares, a fiscalização do Ministério do Trabalho contra o trabalho escravo e o trabalho infantil vai enfraquecer-se em todo o país a partir de meados de agosto.

 leia mais



Para Juristas, decisão que cerceia candomblé é inconstitucional e se vale de racismo
21.07.2017

Justificando

O caso de repressão e intolerância religiosa sofrido por uma casa de candomblé localizada na região metropolitana de Belo Horizonte/MG, em que a Justiça estipulou um conjunto de regras para a realização dos cultos, levantou críticas de juristas. Para a Iyaloríxa Winnie Bueno, “o caso está relacionado com uma regulação que, aparentemente, é jurídica. Trata-se de uma tentativa de suprimir a liberdade religiosa e o livre direito ao culto”.

 leia mais



Capangas incendeiam território da comunidade tradicional de Canabrava, em Minas Gerais
20.07.2017

CPT

Comunidade pesqueira e vazanteira de Canabrava, no Norte de Minas Gerais, sofreu ataque: Um grupo armado foi até o território, onde várias casas foram queimadas e plantações destruídas.

 leia mais



Temer ataca o direito dos povos indígenas a suas terras
20.07.2017

CIMI

O Presidente Michael Temer asinou um parecer "vinculante" que determina que as comunidades indígenas só têm direito a suas terras se estavam na sua posse em 5 de outubro de 1988, data da promulgação da Constituição. Um povo indígena que tiver sido retirado de suas terras à força, até durante a ditadura militar não poderia reivindicar seu território. Esta orientação era a defendida há anos pela bancada ruralista.

 leia mais



O Frio, a morte e a cidade mais rica do país
19.07.2017

Silvia Ferraro, Esquerda Online

São Paulo tem, segundo os dados da própria Prefeitura e que podem estar subestimados, cerca de 25 mil pessoas vivendo em situação de rua. Quando chega o frio congelante desses dias, muitas pessoas não resistem e morrem nas calçadas.

 leia mais



A violência no Brasil: números de uma guerra seletiva
19.07.2017

Vermelho

O Brasil vive uma situação de confronto absurda e violenta, semelhante à de países onde há guerra civil aberta. Só no primeiro semestre deste ano, no Rio de Janeiro, houve 89 mortes de policiais. Número grande, mas apenas parte do número de mortes violentas ocorridas no estado, que, em 2016, foi de 6.248.

 leia mais



Fazendeiro ataca acampamento na Zona da Mata mineira
18.07.2017

Geanini Hackbardt, MST

O Acampamento do MST localizado na Fazenda São José - Liberdade, parte do complexo de Fazendas Reunidas HD, em Coronel Pacheco, foi atacado por um fazendeiro, apoiado pela Polícia Militar de Minas Gerais.

 leia mais



Cresce genocídio trans no Brasil: quase cem assassinatos em seis meses
18.07.2017

Allany Thayze Nogueira e Anderson Nogueira Alves, Quilombo Raça e Classe – CSP Conlutas Guarulhos

Um tremendo genocídio se perpetua no Brasil. Segundo o Mapa de Assassinatos de Pessoas Trans no Brasil mais de 100 pessoas travestis, transexuais e homens trans são assassinadas anualmente em nosso país. No ano de 2016, o número de assassinatos chegou a 144, e só nestes 6 primeiros meses de 2017 são 92 pessoas trans que tiveram suas vidas ceifadas pela transfobia.

 leia mais



Lindomar Fernandes Martins, quilombola, foi assassinado em comunidade do município de Lençóis, Bahia
17.07.2017

CPT

Mais um crime envolvendo trabalhador rural quilombola aconteceu na Bahia. Dessa vez na região da Chapada Diamantina.

 leia mais



Acampamento Hugo Chávez sofre ataque de pistoleiros no Pará
17.07.2017

MST

O acampamento localizado no município de Marabá, no Pará. sofre ataques por parte de pistoleiros armados. Uma caminhonete com homens armados passou em frente e disparou vários tiros em direção na entrada do acampamento. O tiroteio recomeçou quando os pistoleiros atearam fogo ao redor do acampamento e nas roças de feijão e mandioca plantadas pelas famílias.

 leia mais



Caso Amarildo, quatro anos depois
15.07.2017

Leandro Resende, da Agência Lupa

Em 14 de julho de 2013, o pedreiro Amarildo Dias de Souza, de 43 anos, foi levado por policiais da UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) da Rocinha, no Rio de Janeiro, para uma “averiguação” e nunca mais foi visto. Não há nenhuma investigação em andamento e o corpo de Amarildo jamais foi encontrado. Em fevereiro de 2016, a juíza Daniella Alvarez condenou 12 policiais militares pelos crimes de tortura e ocultação de cadáver.

 leia mais



Líder camponês e quilombola Junior Mota foi assassinado na Bahia
14.07.2017

MPA

O líder camponês e quilombola José Raimundo Mota de Souza Júnior foi assassinado a tiros no quilombo de Jiboia, interior do município de Antonio Gonçalves (BA), enquanto trabalhada no campo com um irmão e um sobrinho.

 leia mais



Mulheres, adolescentes e homens dividem delegacia no Amazonas
14.07.2017

Thais Lazzeri e Fernando Martinho Reporter Brasil

A delegacia municipal de São Gabriel da Cachoeira (AM), cidade com a maior população indígena do país, funciona como presídio. Além das condições insalubres e da superlotação, homens, mulheres e adolescentes, a maioria indígenas, dividem o mesmo teto. “Nenhum direito nesta prisão é respeitado”, diz o delegado Rafael Wagner Soares

 leia mais



Relatório aponta que o Brasil é o país mais perigoso para lutar pelo direito à terra e pelo meio ambiente
13.07.2017

Global Witness

49 defensoras e defensores assassinados em 2016, ano após ano, este é o país mais perigoso em termos de números. A indústria madeireira está vinculada a 16 assassinatos, enquanto grandes proprietários de terras são suspeitos de perpetrarem vários assassinatos na Amazônia.

 leia mais
resumo do relatório



Doméstica é resgatada em situação de trabalho escravo
12.07.2017

MPT-RJ

Foi resgatada uma empregada doméstica de 68 anos que trabalhava em condições análogas às de trabalho escravo na cidade de Rubim, no Vale do Jequitinhonha, no nordeste mineiro. Além de não pagar o salário da doméstica, a empregadora, de 50 anos, ainda usava o dinheiro da pensão que a trabalhadora recebia pela morte do marido e chegou a fazer três empréstimos consignados, num total de R$ 9 mil, em nome da empregada.

 leia mais



Massacre de Pau D'Arco: lista de marcados para morrer leva organizações a pedir intervenção federal e proteção na região
12.07.2017

CPT, Justiça Global e Terra de Direitos

Denunciam as ameaças de morte sofridas por trabalhadores rurais e parentes das vítimas do Massacre de Pau D’Arco. Solicitam que o governo federal inclua essas pessoas no Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos e que a Polícia Federal garanta a segurança do acampamento e dos ameaçados.

 leia mais



Pescador é assassinado no Maranhão em conflito por território
12.07.2017

CPT

O pescador e agricultor de vazante Zé Menino, em em Araioses (MA), foi mais uma vítima dos inúmeros casos de violência no campo, que em 2017, até o momento, somam 46 assassinatos. Vaqueiros de fazenda próxima de onde os pescadores plantavam iniciaram um tiroteio depois que Zé Menino e seu irmão foram expulsar o gado que estava invadindo a plantação deles.

 leia mais



Suspeito de articular massacre em Colniza exporta madeira
11.07.2017

Alceu Luís Castilho e Izabela Sanchez, De Olho Nos Ruralistas

A Promotoria de Justiça de Colniza o considera mandante da chacina, mas está foragido desde então. Enquanto estava foragido, suas madeireiras exportavam seus produtos.

 leia mais



Após 40 dias do massacre, mais um trabalhador rural é morto em Pau D'Arco
08.07.2017

Mario Campagnani, Justiça Global

Rosenildo Pereira de Almeida, conhecido como Negão, de 44 anos, foi executado a tiros, na cidade de Rio Maria, cerca de 60km de Pau D´Arco. Ele era uma liderança do acampamento da fazenda Santa Lúcia, palco da chacina, e havia deixado o local horas antes porque estava sendo ameaçado e perseguido.

 leia mais



Ademir Souza Pereira, líder da LCP é executado a tiros na Zona Sul de Porto Velho
07.07.2017

Toni Francis, G1 Rondônia

Ademir foi surpreendido por dois homens que estavam em um carro preto. O camponés correu, mas foi alvejado e, depois de cair, foi executado com um tiro na nuca. A vítima é um dos líderes da Liga dos Camponeses Pobres (LCP) em Ariquemes (RO), no Vale do Jamari. O militante, sua esposa e outras três pessoas estavam em Porto Velho para participar de uma reunião com o superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

 leia mais



Dossiê apresenta levantamento de crimes cometidos contra defensoras e defensores de direitos humanos no Brasil
04.07.2017

CBDDH

66 ativistas de direitos humanos foram assassinados em 2016 em Brasil, de acordo com relatório divulgado pelo Comitê Brasileiro de Defensoras e Defensores de Direitos Humanos (CBDDH). Outros 64 foram criminalizados, atacados ou ameaçados.

 leia mais



Índio Kaxarari é morto por pistoleiros na Ponta do Abunã
27.06.2017

Rondoniaovivo

Manoel Quintino da Silva, antiga liderança da aldeia indígena kaxararai de Pedreira, foi assassinado por dois homens encapuzados, na Vila Marmelo, localizada na BR-364 entre Extrema de Rondônia e Vista Alegre do Abunã. A extração ilegal de madeiras da Terra Indígena Kaxarari por uma máfia de madeireiros pode ser o motivador do crime.

 leia mais



Coletivos unidos em jornada de combate a tortura
26.06.2017

Jornalistas Livres

Os movimentos e organizações sociais e populares, coletivos e grupos autônomos, ativistas culturais e artistas engajados, segmentos dos mais diversos, pessoas comprometidas com a defesa dos direitos humanos, preocupados com a prática sistemática da tortura e da violência praticada por agentes do Estado, exigiram um basta de tortura no Dia Internacional de Combate à Tortura.

 leia mais


Ver arquivo de notícias


 


leia
MERLINO PRESENTE!
Caderno de
Combate pela Memória


MERLINO PRESENTE!
site

 


Rua Monte Alegre 984 - Perdizes -  Prédio Novo - 4º andar - Bloco A - Sala 4E08 - CEP 05014-901 - São Paulo - SP