Capangas incendeiam território da comunidade tradicional de Canabrava, em Minas Gerais
21.07.2017

CPT

Comunidade pesqueira e vazanteira de Canabrava, no Norte de Minas Gerais, sofreu ataque: Um grupo armado foi até o território, onde várias casas foram queimadas e plantações destruídas.

 leia mais



Fazendeiro ataca acampamento na Zona da Mata mineira
18.07.2017

Geanini Hackbardt, MST

O Acampamento do MST localizado na Fazenda São José-Liberdade, parte do complexo de Fazendas Reunidas HD, em Coronel Pacheco, foi atacado por um fazendeiro, apoiado pela Polícia Militar de Minas Gerais.

 leia mais



Lindomar Fernandes Martins, quilombola, foi assassinado em comunidade do município de Lençóis, Bahia
17.07.2017

CPT

Mais um crime envolvendo trabalhador rural quilombola aconteceu na Bahia. Dessa vez na região da Chapada Diamantina.

 leia mais



Brutal despejo de acampados Sem Terra em Conceição da Barra, Espírito Santo
17.07.2017

MST

Os acampados, que transformaram um canavial abandonado em 50 hectares de produção saudável de alimentos, viram suas casas e lavouras serem destruídas por tratores e uma tropa de choque.

 leia mais



Acampamento Hugo Chávez sofre ataque de pistoleiros no Pará
17.07.2017

MST

O acampamento Hugo Chavez localizado no município de Marabá, no Pará. sofre ataques por parte de pistoleiros armados. O primeiro ataque começou na noite do sábado. Uma caminhonete com homens armados passou em frente e disparou vários tiros em direção na entrada do acampamento. No domingo, o tiroteio recomeçou e os pistoleiros atearam fogo ao redor do acampamento e nas roças de feijão e mandioca plantadas pelas famílias.

 leia mais



Líder camponês Junior Mota foi assassinado na Bahia
14.07.2017

MPA

O líder camponês e quilombola, José Raimundo Mota de Souza Júnior foi assassinado a tiros no quilombo de Jiboia, interior do município de Antonio Gonçalves (BA), enquanto trabalhada no campo com um irmão e um sobrinho.

 leia mais



Justiça manda reintegrar o INCRA na posse dos lotes comprados pelo mandante do assassinato do casal de extrativistas
14.07.2017

CPT

O juiz da 1ª vara federal de Marabá determinou através de sentença a reintegração do INCRA na posse dos lotes 40 e 41 do projeto de Assentamento Praia Alta Piranheira. Esses dois lotes foram comprados ilegalmente por José Rodrigues Moreira, mandante do assassinato do casal José Claudio e Maria do Espírito Santo.

 leia mais



Massacre de Pau D'Arco: lista de marcados para morrer leva organizações a pedir intervenção federal e proteção na região
12.07.2017

CPT, Justiça Global e Terra de Direitos

Denunciam as ameaças de morte sofridas por trabalhadores rurais e parentes das vítimas do Massacre de Pau D’Arco. Contudo, solicitam que o governo federal inclua essas pessoas no Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos e que a Polícia Federal garanta a segurança do acampamento e dos ameaçados.

 leia mais



Pescador é assassinado no Maranhão em conflito por território
12.07.2017

CPT

O pescador e agricultor de vazante Zé Menino, em em Araioses (MA), foi mais uma vítima dos inúmeros casos de violência no campo, que em 2017, até o momento, somam 46 assassinatos. Vaqueiros de fazenda próxima de onde os pescadores plantavam iniciaram um tiroteio depois que Zé Menino e seu irmão foram expulsar o gado que estava invadindo a plantação deles.

 leia mais



Suspeito de articular massacre em Colniza exporta madeira
11.07.2017

Alceu Luís Castilho e Izabela Sanchez, De Olho Nos Ruralistas

A Promotoria de Justiça de Colniza o considera mandante da chacina, mas está foragido desde então. Enquanto estava foragido, suas madeireiras exportavam seus produtos.

 leia mais



Terra e Sangue em Rondônia: até quando?
10.07.2017

CPT Rondônia

A Comissão Pastoral da Terra em Rondônia (CPT-RO) denuncia mais um assassinato no campo no estado, Ademir de Souza Pereira, de 44 anos, e exige a imediata segurança para a sua esposa e seus familiares, que têm recebido ameaças.

 leia mais



Latifúndio e omissão do Estado fazem nova vítima em Pau D’Arco
08.07.2017

Mario Campagnani, Justiça Global

Pouco mais de 40 dias após o Massacre de Pau D’Arco (PA), que tirou a vida de 10 trabalhadores rurais, Rosenildo Pereira de Almeida, conhecido como Negão, de 44 anos, foi executado a tiros na noite de ontem, na cidade de Rio Maria, cerca de 60km de Pau D´Arco. Ele era uma liderança do acampamento da fazenda Santa Lúcia, palco da chacina, e havia deixado o local horas antes porque estava sendo ameaçado e perseguido.

 leia mais



Ademir Souza Pereira, líder da LCP é executado a tiros na Zona Sul de Porto Velho
07.07.2017

Toni Francis, G1 Rondônia

O camponês estava na esquina das ruas Algodoeiro com Viçosa, no bairro Conceição, quando foi surpreendido por dois homens que estavam em um carro preto. Ademir correu, mas foi alvejado e, depois de cair, foi executado com um tiro na nuca. A vítima é um dos líderes da Liga dos Camponeses Pobres (LCP) em Ariquemes (RO), no Vale do Jamari. O militante, sua esposa e outras três pessoas estavam em Porto Velho para participar de uma reunião com o superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

 leia mais



Mais de 2 mil imóveis irregulares em terras públicas na Amazônia podem ser legalizados por “MP da grilagem”
05.07.2017

Étore Medeiros, Ciro Barros e Iuri Barcelos, Agência Pública

Levantamento revela que ampliação de limites do Terra Legal pode levar uma área semelhante à do estado do Rio de Janeiro às mãos de ocupantes privados em terras públicas não destinadas na Amazônia Legal. Pela redação anterior, apenas imóveis de até 1.500 hectares poderiam ser regularizados, mas agora esse limite poderá ser ampliado para 2.500 hectares. Muitas destas áreas estão em disputa por populações indígenas, ribeirinhos, quilombolas e trabalhadores rurais sem-terra.

 leia mais



Estamos vivendo a generalização da violência no campo no Brasil”, afirma Darci Frigo, presidente da CNDH
04.07.2017

CPT Nordeste 2

A violência no nos últimos meses tem se intensificado, com várias denúncias de assassinatos de trabalhadores e trabalhadoras rurais. No ano de 2012, foram 36 pessoas assassinadas no campo. Em 2016, de acordo com os dados da CPT, o número subiu para 61 trabalhadores/as assassinados/as. E só nos cinco primeiros meses de 2017, já temos o registro de 37 assassinatos em conflitos agrários. Então, a violência no campo nos preocupa muito, ainda mais porque ela está associada também à completa paralisação das políticas públicas.

 leia mais


Violência no campo segue mapa de expansão do agronegócio, diz dirigente do MST
04.07.2016

Lilian Campelo, Brasil de Fato

O caso dos Gamela no interior do Maranhão, onde mais de 20 indígenas ficaram feridos, era uma disputa territorial. No caso de Colniza, no Mato Grosso, também a disputa fundiária é o elemento central. O caso do massacre de Pau D'Arco também demonstra uma disputa territorial e um conjunto de outras violações que acontecem com os indígenas e os camponeses no interior da Amazônia. "O avanço da fronteira agrícola promovido pelo grande capital, pelo agronegócio, patrocinado pelo Estado brasileiro, no nosso entendimento, essa é a grande força que arrasta os conflitos no campo no Brasil".

 leia mais



Aumento da violência no campo anuncia cenário de guerra em 2017
23.06.2017

Thais Lazzeri, Repórter Brasil

A crueldade dos ataques choca, mas não surpreende quem acompanha a escalada dos números sobre a violência no campo. Para seguir esse cenário, lançamos o especial multimídia Campo em Guerra. Nele, investigamos as motivações dos ataques, o contexto em que as ilegalidades proliferam, as histórias por trás dos números e as ligações dessa violência com os setores produtivos que abastecem as grandes cidades do Brasil e do mundo.

 leia mais



Policiais ameaçam famílias de posseiros em Cujubim, Rondônia
14.06.2017

CPT

Algumas camponesas relatam que quando foram tentar retirar umas motos apreendidas em uma reintegração de posse, policiais teriam ligado para fazendeiros, que foram até o quartel para fotografá-las. Na Delegacia, os policiais falaram, conforme as mulheres, que não era para entrarem novamente nas "Áreas do Galo Velho", e, se caso isso acontecesse, todos morreriam. Depois, um policial sem farda teria falado: “Vocês não voltem lá, caso contrário acontecerá igual ao Pará”. Policiais de Cujubim já foram presos no ano passado acusados de integrarem um grupo que assassinou dois sem terra, aparecendo o corpo de um deles carbonizado. Dois fazendeiros também foram presos, assim como pistoleiros. Um dos acusados permanece foragido, o sargento da reserva Moisés.

 leia mais



Trabalhadores e povos do campo sob ataque
12.06.2017 

Marina dos Santos, MST

Trabalhadores e povos do campo vêm sofrendo ataques de todos os lados, não somente recebendo nas costas a conta da crise capitalista através das mudanças de legislações e medidas de cortes promovidas pela coalisão golpista, mas sendo novamente alvos de ameaças, agressões e assassinatos. Nos últimos meses tem aumentado a frequência com que chegam relatos chocantes dos rincões deste país, com cenas de brutalidade e violência para com trabalhadores rurais, povos indígenas, comunidades quilombolas e demais populações do campo.

 leia mais



Crime ou conflito?
08.06.2017 

Ciro Barros, Agencia Pública

Usada contra o MST no Paraná, Lei de Organizações Criminosas permite juntar acusações e imputá-las a supostos líderes; prisões preventivas de sete militantes foram revogadas depois de mais de seis meses de cadeia. O processo, no entanto, está longe de acabar. 30 mil hectares estão em poder de alguns fazendeiros e da madeireira Araupel. É por esse pedaço de chão que se trava o atual conflito.

 leia mais



Fim da Reforma Agrária e grilagem de terras legalizada na Amazônia
06.06.2017 

CPT

Na noite do dia 31 de maio, o plenário do Senado aprovou, por 47 votos a 12, a Medida Provisória - MP 759, que se tornou o Projeto de Lei de Conversão, PLV 12/2017. O foco da mudança é favorecer o mercado de terras, inclusive com as áreas de Reforma Agrária, ao impor a liquidação dos créditos concedidos às famílias assentadas. É o que está por trás do objetivo de legalizar a grilagem. Os pequenos avanços, duramente conquistados, com suor e sangue, pelos povos indígenas e comunidades camponesas, são desmontados e tornados pó.

 leia mais



Chacina no Campo: Vigília no Pará responsabiliza governo e judiciário
01.06.2017 

Fátima Bezerra, Vermelho

Dez cruzes e o derramamento simbólico de sangue em frente ao prédio do Tribunal de Justiça do Pará, foram a forma que os ativistas do Comitê Paraense de Combate à Violência encontraram para dizer o Judiciário paraense e os governos no estado são os grandes responsáveis pelos assassinatos de trabalhadores rurais que lutam por reforma agrária. Segundo um levantamento da Comissão Pastoral da Terra, este ano já houve 36 assassinatos no campo no Brasil, e 18 ocorreram no Pará.

 leia mais



Massacre no Pará
29.05.2017

Avener Prado e Fabiano Maisonnave, TV Folha



 veia mais



Sobreviventes de massacre no Pará descrevem execução e tortura
27.05.2017

Ana Aranha, MST

“A polícia chegou atirando”, dizem testemunhas que conseguiram fugir antes do massacre de 10 trabalhadores. Depoimentos contrariam versão de confronto da polícia.

 leia mais



Massacre no Pará: polícia chegou em fazenda para matar, dizem testemunhas
26.05.2017

Carlos Madeiro, UOL notícias

Familiares de vítimas da ação policial que terminou com dez mortes de trabalhadores rurais, na Fazenda Lúcia, em Pau D'Arco, sudeste do Pará, afirmam que a polícia chegou atirando e, em nenhum momento teria informado sobre o cumprimento de mandado judicial.

 leia mais



Pau d’Arco Urgente: testemunhas oculares do massacre reforçam tese de execuções
26.05.2017

Ciro Barros, Agencia Pública

Três testemunhas oculares ouvidas pelo Ministério Público do Pará e pelo Ministério Público Federal deram depoimentos que reforçam a suspeita do CNDH de que os posseiros mortos na fazenda Santa Lúcia, no município paraense de Pau D’Arco, foram executados.

 leia mais



Dez pessoas são mortas durante ação da Polícia Militar no Pará
24.05.2017

Fabiano Maisonnave, Folha de São Paulo

Nove homens e uma mulher foram mortos durante uma ação policial na zona rural do municipio de Pau D'Arco. O novo massacre ocorre em meio de uma escalada de violência ligada aos conflitos pela terra. Ao menos 17 pessoas morreram nas últimas semanas em Pará por causa das disputas agrárias.

 leia mais



Militante do MST foi executado no Vale do Rio Doce, Minas Gerais
24.04.2017

MST

Silvino Nunes Gouveia, dirigente regional do MST, foi brutalmente assassinado com dez tiros, o dia 23 de abril no Assentamento Liberdade, município de Periquito-MG. De acordo com relatos de vizinhos, Silvino estava em sua casa quando alguém o chamou, ele saiu com a lanterna e foi recebido com os disparos.

 leia mais


Os nove corpos das vítimas da chacina no MT têm sinais de tortura
24.04.2017

IHU

Os corpos dos nove trabalhadores rurais assassinados na área de Taquaruçu do Norte, a mais de 350 km da zona urbana de Colniza, município a 1.065 km de Cuiabá, apresentam sinais de tortura, segundo os técnicos da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) que realizaram os exames de necropsia, no sábado 22 de abril.

 leia mais



Policia invade Escola Nacional Forestan Fernandes do MST
04.11.2016

MST

Os policiais civis chegaram a Guararema, São Paulo, em 10 viaturas por volta das 9 y 25 h, pularam o portão da Escola e a janela da recepção e entraram atirando em direção às pessoas que se encontravam no local.

 leia mais


Emboscada a acampamento do MST no Paraná deixa dois mortos e vários feridos
07.04.2016

Brasil de Fato

Uma emboscada contra o acampamento Dom Tomás Balduíno, em Quedas do Iguaçu, região centro do Paraná, deixou dois mortos e pelo menos 6 feridos, conforme informações do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). De acordo com o Movimento, seguranças e jagunços da madeireira Araupel participaram da ação, junto com a Polícia Militar.

 leia mais



Observatório das Violências Policiais e dos Direitos Humanos
Rua Monte Alegre 984 - Perdizes -  Prédio Novo - 4º andar - Bloco A - Sala 4E08 - CEP 05014-901 - São Paulo - SP