MPF requisita investigação sobre ameaça a lideranças indígenas da aldeia Sucury'i, em Maracaju (MS)
20.09.2017

CIMI

O Ministério Público Federal (MPF) em Dourados (MS) requisitou à Polícia Federal (PF) abertura de inquérito para apurar as ameaças aos membros da família indígena Turiba, pertencentes à aldeia Sucury'i, no município de Maracaju.

 leia mais



As imagens comoventes da ocupação do Pico do Jaraguá pelos índios guarani
17.09.2017

Paulo Ermantino, Diario do Centro do Mundo

Tentam jogar os guaranis do Jaraguá em um limbo jurídico, com o Ministério da Justiça dizendo que o cancelamento deu-se porque a área “foi demarcada sem a participação do Estado de São Paulo na definição conjunta das formas de uso” e o governo estadual de Vichy diz que trata-se de um problema federal.

 leia mais



Ameaçados de despejo, indígenas ocupam Pico do Jaraguá e exigem falar com Alckmin
15.09.2017

Rede Brasil Atual

 
Fotos: Comissão Guarani Yvirupa

Manifestantes ocupam antenas que servem Globo, Bandeirantes, Cultura e CPTM esperam ser atendidos pelo governo desde que a demarcação de suas terras foi suspensa."

 leia mais



Funai executa apenas 22% do orçamento destinado à demarcação e proteção de povos indígenas isolados
15.09.2017

CIMI

Conforme o Sistema Integrado de Planejamento e Orçamento do governo federal, faltando pouco mais de três meses para o encerramento do ano, a Fundação Nacional do Índio liquidou apenas 22% da dotação atual destinada à Demarcação e Fiscalização de Terras Indígenas e Proteção dos Povos Isolados.

 leia mais



ONU lança documentário ‘Guarani e Kaiowá: pelo direito de viver no Tekoha’ (lugar onde se é)
14.09.2017

IHU

O Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) visitou a Reserva Indígena de Dourados e diversas aldeias do estado de Mato Grosso do Sul. Foram mais de mil quilômetros percorridos durante cinco dias para a produção do documentário “Guarani e Kaiowá: Pelo direito de viver no Tekoha”. O filme foi lançado na Cinemateca do Museu de Arte Moderna (MAM), no Rio de Janeiro.

 leia mais



Tribunal Regional Federal da 1ª Região paralisa mina da Vale no Pará por danos a índios Xikrin e Kayapó
14.09.2017

Assessorias de Comunicação MPF

As atividades da mineradora Onça Puma, subsidiária da Vale que explora uma mina de níquel no município de Ourilândia do Norte, no sudeste do Pará, deverão ser suspensas por ordem do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1). A ordem responde o pedido do Ministério Público Federal (MPF) para que sejam pesquisados os danos causados pela atividade sobre os índios Xikrin e Kayapó.

 leia mais



Indígenas do Médio Rio Negro expulsam garimpeiros de terra demarcada
13.09.2017

Renato Santana, CIMI Regional Norte

Indígenas da comunidade Arurá, da Terra Indígena Médio Rio Negro 2, Santa Isabel do Rio Negro (AM), expulsaram um grupo que tentava se instalar na localidade para iniciar atividade de garimpo. As comunidades das cinco terras indígenas, localizadas entre os municípios de São Gabriel da Cachoeira e Santa Isabel, têm se mobilizado para impedir a entrada de garimpeiros e repudiar a questão de mineração.

 leia mais



Guarani ocupam Parque Estadual do Jaraguá
13.09.2017

Comissão Guarani Yvirupa


Foto: Amanda Signori/Cimi Regional Sul-SP

As comunidades guarani da Terra Indígena Jaraguá ocuparam o Parque Estadual do Jaraguá, em São Paulo. A ocupação é mais uma protesta contra a Portaria 683 do Ministério da Justiça, que anulou o processo de demarcação que reconheceu 532 hectares de ocupação tradicional do povo Guarani Mbya.

 leia mais



"Os índios isolados foram massacrados, mas Funai diz que não há provas"
11.09.2017

Felipe Milanez, Carta Capital

Paulo Marubo, Coordenador-geral da União dos Povos Indígenas do Vale do Javari relata invasões e denuncia o assassinato de indígenas "flecheiros" por garimpeiros. Para o movimento indígena não há dúvidas de que o massacre contra os “flecheiros” ocorreu. Lançaram uma nota pública na XI Assembleia Geral da Coiab, no Pará, desde o final de agosto".

 leia mais



Garimpeiros mataram índios “flecheiros” no Vale do Javari, confirma MPF do Amazonas
08.09.2017

Elaíze Farias, Amazonia Real

O Ministério Público Federal do Amazonas confirmou um dos dois massacres em investigação pela Polícia Federal contra índios isolados na Terra Indígena Vale do Javari, extremo oeste do Amazonas. As mortes por garimpeiros dos índios conhecidos como “flecheiros” aconteceu no mês de agosto no rio Jandiatuba, afluente do rio Solimões, no município de São Paulo de Olivença, na fronteira com Peru e Colômbia. A outra investigação é sobre a chacina de índios isolados Warikama Djapar entre os rios Jutaí e Jutaizinho, no mês de maio, denunciada por índios da etnia Kanamari.

 leia mais



Livro sobre massacre indígena e perseguição à Igreja católica em Roraima
05.09.2017

REPAM Roraima, educaRR

Como parte da Semana dos Povos Indígenas, no auditório Alexandre Borges da Universidade Federal de Roraima, foi lançado o livro Genocídio indígena e perseguição à igreja católica em Roraima, fruto de quase 17 meses de pesquisa da historiadora, Adriana Santos, e do ativista social, Antonio Fernandes Neto.

 leia mais



Fotos da ocupação pelos índios Guarani da secretaria da presidência na Av Paulista
03.09.2017

Sato do Brasil, Jornalistas Livres

Os indígenas ocuparam a Secretaria da Presidência da República, em ato contra a Portaria 683 do Ministério da Justiça que anula a demarcação da reserva do Jaraguá. No mesmo dia houve protesto na Av Paulista.

 leia mais



Polícia investiga massacre de índios isolados
01.09.2017

Tomás Chiaverini, The Intercept

Um genocídio pode estar em curso no país, sem que a maioria dos brasileiros sequer tome conhecimento. A Polícia Federal, a pedido do Ministério Público do Amazonas, está investigando o massacre de cerca de 20 índios isolados, pertencentes a um grupo conhecido como Warikama Djapar. Uma expedição da Funai está na terra indígena Vale do Javari – a segunda maior do país – e vai tentar confirmar as mortes. Elas teriam acontecido no começo do ano e há indícios de que não tenham sido as primeiras.

 leia mais



"Se perdermos o Jaraguá, abrirá uma brecha para nos exterminarem", diz cacique
31.08.2017

Maria Teresa Cruz, Ponte

Em ato de repúdio à portaria 368, assinada na semana passada pelo ministro da Justiça, índios da reserva do Jaraguá ocuparam a avenida Paulista e o prédio da presidência da república em São Paulo.

 leia mais



“Seguimos mobilizados até que o governo anule a portaria que retira nosso direito originário”, afirmam os Guarani
30.08.2017

Guilherme Cavalli e Tiago Miotto, CIMI

Os Guarani mobilizam-se contra a medida do Ministério da Justiça do governo Temer que anulou a demarcação da Terra Indígena (TI) Jaraguá, na região metropolitana de São Paulo. Paralelamente com manifestações em Brasília, em São Paulo 200 indígenas ocuparam a secretaria da Presidência da República, na Avenida Paulista. Uma numerosa concentração pública no Vão do Masp, em São Paulo foi seguida por uma grande marcha solidaria.

 leia mais



Com 14% do corpo queimado, indígena se recupera após atentado; os Pitaguary denunciam motivação política no ataque
28.08.2017

Renato Santana, CIMI

Maurício Alves Feitosa Pitaguary dormia quando foi agredido na vacaria onde trabalha, situada na aldeia Santo Antônio, Terra Indígena Pitaguary, município de Maracanaú (CE). Dois homens incendiaram com gasolina a casa onde Mazin estava. Ao tentar fugir, o indígena foi seguro, espancado e colocado de volta no local, que já ardia em chamas.

 leia mais



No Amapá, chefe indígena condena decreto de Temer que acabou com Reserva do Cobre
25.08.2017

Jawaruwa Waiãpi





Os povos originários e o direito a anterioridade: os limites sobre o “marco temporal da ocupação”
24.08.2017

Adriana Gomes Santos, Doutoranda História PUC-SP

Os caminhos percorridos pelos povos originários desde a chegada dos europeus são marcados pela atrocidade do Estado e dos proprietários, ao longo dos vários séculos de domínio, tanto no período de colonização portuguesa perpassando a independência, período imperial e Republicano, quanto na história contemporânea desses povos.

 leia mais



Jaraguá é Guarani - Não ao projeto de morte de Michel Temer
23.08.2017

Articulação dos Povos Indígenas do Brasil


Foto: Comissão Guarani Yvirupa

A APIB denuncia mais esta flagrante violação dos direitos indígenas por parte do governo Temer que busca atender interesses particulares de distintos segmentos do capital, que lhe sustentam, determinados a expulsar os povos indígenas dos seus territórios a fim de tomarem conta dos bens naturais preservados milenarmente por esses povos.

 leia mais



Racismo contamina os poderes constitucionais e invisibiliza o índio. Entrevista com Luiz Henrique Eloy
23.08.2017

João Vitor Santos, IHU

Os povos indígenas e quilombolas comemoraram a decisão do Supremo Tribunal Federal - STF, que, na semana passada, rejeitou as duas ações do governo de Mato Grosso que exigiam indenizações da União por ela ter supostamente demarcado o Parque Indígena do Xingu e áreas dos índios Pareci e Nambikwara. “Não é uma derrota do Marco Temporal, mas uma vitória importante diante da mobilização que os povos indígenas fizeram em torno do próprio STF”.

 leia mais



Governo Temer Condena os Guarani de Jaraguá por Crimes do Estado Brasileiro
22.08.2017

CIMI

É injusta, discriminatória, vergonhosa e genocida a iniciativa do governo Temer, por meio do Ministro da Justiça Torquato Jardin, de anular a declaração de tradicionalidade Guarani da terra indígena Jaraguá, em São Paulo. Ao anular a portaria que reconhece como de posse permanente dos Guarani uma área aproximada de 532 hectares, o governo Temer condena mais de 700 Guarani a viverem confinados em 1,7 hectare.

 leia mais



A falta de canto para a Terra Sem Males
21.08.2017

Helio Carlos Mello, Jornalistas Livres

A terra sem males padece de encontrar seu canto entre a maior cidade da América do Sul. São Paulo não acha lugares para os índios Guarani M’bya, que há décadas se abrigam em exíguo terreno entre rodovias, ruas e vielas ao pé do Pico do Jaraguá, considerado por eles um solo sagrado. Novamente veem exaurir a perspectiva de ter um razoável território homologado, pois o Ministério da Justiça revogou a decisão de criar ai uma reserva indígena.

 leia mais



Indígenas exigem que Temer respeite decisões do STF e revogue parecer sobre demarcações
18.08.2017

Tiago Miotto, CIMI

Lideranças indígenas protocolaram documentos hoje (17) exigindo do governo federal a revogação do Parecer nº 01/2017 da Advocacia-Geral da União (AGU), publicado em julho. O parecer, elaborado pela AGU assinado por Michel Temer, pretende obrigar todos os órgãos do Executivo a aplicar o marco temporal, segundo a qual os indígenas só teriam direito às terras que estivessem sob sua posse em 1988.

 leia mais



Joel Brás Pataxó é absolvido por Júri Popular; depois de 11 anos em prisão domiciliar, está livre
17.08.2017

Renato Santana, CIMI

Após 11 anos em prisão domiciliar, Joel Brás Pataxó está livre. Por 4 x 3, o Júri Popular da Vara Federal de Eunápolis (BA) o absolveu da acusação do homicídio de um pistoleiro ocorrido em 8 de dezembro de 2002. Este foi o sexto e último processo respondido por Joel; em todos os demais ele foi declarado inocente.

 leia mais



Por oito a zero, STF reafirma direitos originários dos povos indígenas
16.08.2017

Tiago Miotto, CIMI

Mato Grosso não tem direito a indenização por demarcação de terras indígenas. Desde a Constituição de 1934, não se pode considerar terras ocupadas pelos indígenas como devolutas, portanto o estado não deve ser indenizado, pois as terras anexadas pelo governo federal ao Parque Indígena do Xingu não eram de titularidade do Mato Grosso, uma vez que são ocupadas historicamente pelos povos indígenas.

 leia mais



Datar terras ancestrais viola direitos indígenas, diz relatora da ONU
16.08.2017

Júlia Dolce, Brasil de Fato

m entrevista, Victoria Tauli-Corpuz aponta que Brasil vive um enorme retrocesso nas políticas indigenistas.

 leia mais



Relatório denuncia violações de direitos humanos aos Guarani do Oeste do Paraná
11.08.2017

Rafaella Dotta, Brasil de Fato

A realidade de povos indígenas que vivem às margens do Rio Paraná, no Oeste do estado, reunidos no relatório “Guaíra & Terra Roxa sobre violações de direitos humanos contra os Avá Guarani”. O estudo foi lançado no município de Guaíra, no Dia Internacional dos Povos Indígenas.

 leia mais



Parece que estamos no século XVIII: sobre o novo massacre indígena no Maranhão
08.08.2017

Renato Santana, Le Monde diplomatique

“Depois que viam que não se mexia mais, partiam para cima de outro”, relata indígena. O deputado federal Aluísio Mendes (PTN/Podemos) participa de ato que incitou a população de Viana (MA) a atacar indígenas que, horas antes, haviam ocupado sítio na região. O saldo é de 22 gamela feridos, dos quais cinco a bala e dois com a mão amputada.

 leia mais



Barcos dos índios guarani são incendiados na Aldeia Morro dos Cavalos
06.08.2017

Ângela Bastos, Diário Catarinense

Lideranças da Rekoa Yakã Porã, Terra Indígena Morro dos Cavalos, em Palhoça, na Grande Florianópolis, denunciam que eembarcações de pesca usadas pela comunidade foram incendiados. Os índios dizem ter ouvido disparos de armas no meio do mato e que portão da aldeia feito de bambu foi arrebentado. Os Guarani temem pela segurança, especialmente das crianças e das mulheres.

 leia mais



Hostilidades sofridas pelo povo Guarani e Kaiowá motivaram confrontos com seguranças armados
04.08.2017

CIMI

As hostilidades contra os Guarani e Kaiowá do tekoha - "lugar onde se é" - Tey'i Kue provocaram conflitos, desde o último domingo, entre os indígenas e seguranças armados da Fazenda Santa Maria, incidente na demarcação Dourados Amambai Peguá I, no município de Caarapó-MS.

 leia mais



Nossa história não começa em 1988! "Marco Temporal" Não!
03.08.2017

Articulação dos Povos Indígenas do Brasil

Uma das principais bandeiras dos interessados em limitar os direitos territoriais indígenas, com forte representação no Congresso Nacional e no governo federal, tem sido o chamado “marco temporal”, segundo a qual os povos indígenas só teriam direito às terras que estavam sob sua posse em 1988, o que inviabilizaria a demarcação de terras que ainda não tiveram seus processos finalizados.

 leia mais



Chegada da tropa de choque em fazenda Santa Maria nas proximidades da aldeia Te’ Ýikue em Caarapó-MS
02.08.2017

Caarapó News

Uma testemunha registrou o momento da entrada de cerca de 90 homens da tropa de choque da Polícia Militar, na Fazenda Santa Maria, nas proximidades da aldeia guaraní Te’ Ýikue, em Caarapó, como objetivo evitar que os indígenas retomem as terras.

 leia mais   assista ao video



Povos da Amazônia e colonialismo interno: "Continua o tratamento colonial e desigual dos amazônidas e seus aliados". Entrevista com Jane Beltrão
02.08.2017

Patricia Fachin, IHU

Os projetos coloniais do passado são atualizados com o “planejamento da barragem de inúmeros rios, produzindo um arco de destruição”, como o caso da construção de Belo Monte, no Pará, onde vivem mais de 60 povos indígenas.

 leia mais



Cimi denuncia "completa impunidade" em Rondônia
01.08.2017

Radio Vaticano

A coordenadora do CIMI em Rondônia, Ir. Laura Vicuña Pereira Manso, fala da situação na Arquidiocese de Porto Velho e na Diocese de Ji Paraná, em que todas as 20 terras indígenas estão invadidas por madeireiros, garimpeiros, fazendeiros e grandes empreendimentos, que atuam com a conivência das autoridades.

 leia mais



Ódio aos indígenas: até quando?
28.07.2017

Elaine Tavares, Palavras Insurgentes

Falam de mais uma “invasão indígena”, referindo-se a presença de um grupo Guarani na terra do Morro dos Cavalos. A terra que é dos Guarani desde os tempos imemoriais.

 leia mais



A negligência após o contato: mais um esteio da memória indígena Awá Guajá que tomba
28.07.2017

Rosana de Jesus Diniz Santos, CIMI Maranhão

Morreu Jakỹxia Awá Guajá. O indígena vivia na aldeia Awá, Terra Indígena (TI) Caru, município de Bom Jardim (MA). É o sétimo Awá Guajá que morre em 10 anos, decorrentes da negligência das políticas do Estado.

 leia mais



"Temer acolhe pleito dos ruralistas e reedita medidas que afrontam os direitos indígenas". Entrevista com Roberto Liebgott
28.07.2017

Patricia Fachin, IHU

O Parecer 001/2017/GAB/CGU/AGU, que sugere a demarcação somente daquelas terras indígenas que estavam sob posse das comunidades em 1988, em ocasião da promulgação da Constituição, recentemente aprovado pelo presidente Michel Temer, retoma os argumentos e as práticas anti-indígenas.

 leia mais



"Governo Temer não demarca, não reconhece e não protege terras indígenas", diz Procuradoria
21.07.2017

Luiz Vassallo, Estadão

Em nota pública contra parecer da Advocacia-Geral da União, aprovado pelo presidente, Ministério Público Federal sustenta que "os índios nada podem esperar da Administração" e que "a certeza dos índios e a esperança de seu futuro estão nas mãos da Justiça!"

 leia mais



Dallari: "Parecer da AGU não é vinculante. É apenas opinativo, inconstitucional e ilegal"
20.07.2017

CIMI

Os agentes do agronegócio e seus auxiliares subservientes têm montado uma farsa jurídica para dar a aparência de legalidade à invasão das áreas indígenas, tendo por objetivo a espoliação das comunidades indígenas, extorquindo delas grande parte de seus direitos às terras que tradicionalmente ocupam, direitos expressa e claramente assegurados pela Constituição. Apresentam um parecer simulado emitido pela Advocacia Geral da União e assinado pelo Presidente Temer, mas não é "vinculante", pois não foi elaborado por solicitação previa do Presidente da República.

 leia mais



Temer ataca o direito dos povos indígenas a suas terras
20.07.2017

CIMI

O Presidente Michael Temer asinou um parecer "vinculante" que determina que as comunidades indígenas só têm direito a suas terras se estavam na sua posse em 5 de outubro de 1988, data da promulgação da Constituição. Um povo indígena que tiver sido retirado de suas terras à força, até durante a ditadura militar não poderia reivindicar seu território. Esta orientação era a defendida há anos pela bancada ruralista.

 leia mais



Grupo de Trabalho do governo tem clara perspectiva intervencionista e etnocêntrica sobre os povos indígenas
13.07.2017 

Articulação dos Povos Indígenas do Brasil APIB

A criação pelo governo de um Grupo de Trabalho “com a finalidade de formular propostas, medidas e estratégias que visem à integração social das comunidades indígenas e quilombolas” guarda notável semelhança com os ideais integracionistas da doutrina de segurança nacional. A simples criação do GT nestes termos já seria assustadora, por remeter à perigosa associação com paradigmas aculturativos, em total desacordo com os princípios da Constituição de 1988.

 leia mais



Índio Kaxarari é morto por pistoleiros na Ponta do Abunã
27.06.2017

Rondoniaovivo

Manoel Quintino da Silva, antiga liderança da aldeia indígena kaxararai de Pedreira, foi assassinado por dois homens encapuzados, na Vila Marmelo, localizada na BR-364 entre Extrema de Rondônia e Vista Alegre do Abunã. A extração ilegal de madeiras da Terra Indígena Kaxarari por uma máfia de madeireiros pode ser o motivador do crime.

 leia mais



Meu glorioso Clodiodi: Um ano do Massacre de Caarapó, demarcação foi anulada e fazendeiros soltos
14.06.2017 

Renato Santana e Tiago Miotto, CIMI

Clodiodi Aquileu Rodrigues de Souza foi morto há um ano no tekoha - lugar onde se é - Toro Paso, município de Caarapó (MS). A Justiça Federal, no dia 10 de fevereiro deste ano, suspendeu o processo administrativo da Dourados Amambaipeguá I, declarando o ato nulo. Para os Guarani e Kaiowá, este pode ser considerado o segundo assassinato de Clodiodi.

 leia mais



Direitos dos povos indígenas e direito ambiental sob ataque no Brasil, alertam relatores da ONU e CIDH
08.06.2017 

Direitos Humanos na ONU

Três relatores especiais das Nações Unidas e um relator da Comissão Inter Americana de Direitos Humanos se uniram para denunciar que os direitos dos povos indígenas e o direito ambiental estão sob ataque no Brasil. Nos últimos 15 anos, o Brasil tem assistido ao maior numero de assassinatos de ativistas ambientais e da terra em todo o mundo, chegando a uma média de uma morte por semana. Os povos indígenas estão especialmente ameaçados. A pesar da situação, um relatório da CPI recentemente adotado por uma Comissão Parlamentar chega ao extremo de encorajar ao governo brasileiro a abandonar a Convenção 169 da OIT, desmontando qualquer avanço obtido até agora.

 leia mais



Feridos e hospitalizados chegam a 22 depois de ataque a indígenas Gamela no Maranhão
06.05.2017 

CIMI

Apuração realizada durante esta semana revelou que o número de feridos entre o povo Gamela, atacado no último dia 30 em uma área retomada no Povoado das Baías, município de Viana (MA), chega a 22, cinco deles baleados e Aldenir de Jesus Robeiro e José Ribamar Mendes com mãos amputadas, mas reconstituídas no hospital, de acordo com posicionamento médico oficial.

 leia mais



Relatório da CPI da Funai criminaliza luta pelos direitos indígenas
03.05.2017 

Alceu Luís Castilho, De Olho nos Ruralistas

Relatório da CPI da Funai criminaliza 35 líderes indígenas, antropólogos, procuradores, Cimi, CTI e ex-ministro. A CPI foi presidida pelo deputado Alceu Moreira (PMDB-RS), célebre por defender a resistência armada conta indígenas. O relator foi Nilson Leitão (PSDB-MT), atual presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária. O subrelator para a Funai é outro líder da bancada ruralista, dono de terras em Rondônia, Valdir Colattto (PMDB-RS). Foi evidente o propósito de criminalizar o Conselho Indigenista Missionario (Cimi), organização ligada à igreja católica conhecida por defender as etnias.

 leia mais



Governo brasileiro abandona tribos isoladas a mercê de madeireiros e fazendeiros
03.05.2017 

Survival International

Todas as bases governamentais das Frentes de Proteção Etnoambiental, que atualmente protegem as tribos isoladas da invasão de madeireiros e fazendeiros, podem ser suspensas, devido as reduções do orçamento guvernamental para a FUNAI. Isso seria a maior ameaça enfrentada pelas tribos isoladas da Amazônia em décadas.

 leia mais



Observatório das Violências Policiais e dos Direitos Humanos
Rua Monte Alegre 984 - Perdizes -  Prédio Novo - 4º andar - Bloco A - Sala 4E08 - CEP 05014-901 - São Paulo - SP