Em 2006 o Observatório das
Violências Policiais-SP
(www.ovp-sp.org)
foi integrado ao Centro de
Estudos de História  da
América Latina (CEHAL)- Núcleo
Trabalho, Ideologia e Poder,
da PUC-SP
(Pontifícia Universidade Católica)


 


Sitio Premiado - Selo Direitos Nota 10 - DHnet
 

 

Pesquisar neste sítio

 



Baixe para ler em pdf


 



Mulher está algemada há 51 dias em maca
Fonte: Folha de S. Paulo
15.12.2011

Josmar Jozino


Acusada de furtar um aparelho de telefone fixo em Diadema (ABC), em 23 de outubro, uma mulher com esquizofrenia avançada está há 51 dias algemada em um hospital sob escolta da PM.

Ela não se lembra de nada. Não sabe dizer o nome, o endereço e a idade.

No boletim de ocorrência registrado no 1º DP de Diadema, a mulher indiciada é identificada como "Fulana de Tal". Segundo a Polícia Civil, ela entrou na casa do vendedor William Lúcio da Silva, 24, e furtou o aparelho.

O rapaz a dominou e a PM foi chamada. A mulher estava agressiva e dizia-se possuída. Ela foi levada à delegacia e autuada em flagrante.

A mulher foi transferida para a cadeia pública de São Bernardo (ABC), mas acabou sendo levada ao hospital para passar por avaliação médica e para que ficasse lá até conseguir vaga em hospital penitenciário, o que ainda não ocorreu.

A algema só é retirada durante o banho e as refeições e também quando ela precisa ir ao banheiro.

A polícia tenta identificá-la por meio das impressões digitais. O delegado titular da Seccional de Diadema, Godofredo Bittencourt Filho, disse que a mulher tem problemas mentais e, para preservação de sua integridade, está algemada e sob escolta da PM.

 


 

Rua Monte Alegre 984 - Perdizes -  Prédio Novo - 4º andar - Bloco A - Sala 4E08 - CEP 05014-901 - São Paulo - SP