Em 2006 o Observatório das
Violências Policiais-SP
(www.ovp-sp.org)
foi integrado ao Centro de
Estudos de História  da
América Latina (CEHAL)- Núcleo
Trabalho, Ideologia e Poder,
da PUC-SP
(Pontifícia Universidade Católica)

Sitio Premiado - Selo Direitos Nota 10 - DHnet

 

Pesquisar neste sítio

 


Baixe para ler em pdf

 




Em dezembro, número de mortes por PMs foi a maior desde 2006
Fonte: Folha de S. Paulo
06.02.2015
 

DO "AGORA" - Em dezembro de 2014, policiais militares --fardados ou em folga-- mataram 109 pessoas no Estado de SP. É o maior número desde maio de 2006, marcado por confrontos entre a facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) e forças de segurança, quando 142 pessoas foram mortas.

Os números fecham o ano mais violento envolvendo a PM desde 2003. Ao todo, policiais mataram 925 pessoas no ano passado. Segundo a corporação, 75 PMs foram mortos.

"Há um descontrole evidente do uso da força, seja em ações legais ou naquelas que fogem às regras", afirma o pesquisador do Núcleo de Estudos da Violência, André Zanetic.

A Secretaria da Segurança Pública diz que, apesar de mais mortes, em termos percentuais a situação é semelhante à de 2013, quando 13% dos envolvidos em confrontos morreram --ante 17% em 2014. Segundo a pasta, mortes por PMs em folga não têm "relação com função ou cargo" e são investigadas como homicídio pela Polícia Civil.

 

Rua Monte Alegre 984 - Perdizes -  Prédio Novo - 4º andar - Bloco A - Sala 4E08 - CEP 05014-901 - São Paulo - SP