Líder camponês e quilombola Junior Mota foi assassinado na Bahia
14.07.2017

MPA

O líder camponês e quilombola José Raimundo Mota de Souza Júnior foi assassinado a tiros no quilombo de Jiboia, interior do município de Antonio Gonçalves (BA), enquanto trabalhada no campo com um irmão e um sobrinho.

 leia mais



Relatório aponta que o Brasil é o país mais perigoso para lutar pelo direito à terra e pelo meio ambiente
13.07.2017

Global Witness

49 defensoras e defensores assassinados em 2016, ano após ano, este é o país mais perigoso em termos de números. A indústria madeireira está vinculada a 16 assassinatos, enquanto grandes proprietários de terras são suspeitos de perpetrarem vários assassinatos na Amazônia.

 leia mais
resumo do relatório



Doméstica é resgata em situação de trabalho escravo
12.07.2017

MPT-RJ

Foi resgatada uma empregada doméstica de 68 anos que trabalhava em condições análogas às de trabalho escravo na cidade de Rubim, no Vale do Jequitinhonha, no nordeste mineiro. Além de não pagar o salário da doméstica, a empregadora, de 50 anos, ainda usava o dinheiro da pensão que a trabalhadora recebia pela morte do marido e chegou a fazer três empréstimos consignados, num total de R$ 9 mil, em nome da empregada.

 leia mais



Pescador é assassinado no Maranhão em conflito por território
12.07.2017

CPT

O pescador e agricultor de vazante Zé Menino, em em Araioses (MA), foi mais uma vítima dos inúmeros casos de violência no campo, que em 2017, até o momento, somam 46 assassinatos. Vaqueiros de fazenda próxima de onde os pescadores plantavam iniciaram um tiroteio depois que Zé Menino e seu irmão foram expulsar o gado que estava invadindo a plantação deles.

 leia mais



Suspeito de articular massacre em Colniza exporta madeira
11.07.2017

Alceu Luís Castilho e Izabela Sanchez, De Olho Nos Ruralistas

A Promotoria de Justiça de Colniza o considera mandante da chacina, mas está foragido desde então. Enquanto estava foragido, suas madeireiras exportavam seus produtos.

 leia mais



Jovens são criminalizados por participar de manifestação contra PEC 241 em Florianópolis
11.07.2017

Raquel Wandelli, Jornalistas Livres

Em nome da justiça e de todos os lutadores sociais que defendem o país contra o ataque aos direitos humanos e às políticas públicas, a estudante de Relações Públicas da UFSC, Vanessa Canei, 28 anos, e o fotógrafo independente, Gabriel Rosa, 29 anos, preferiram correr o risco de serem condenados para provar sua inocência.

 leia mais



Terra e Sangue em Rondônia: até quando?
10.07.2017

CPT Rondônia

A Comissão Pastoral da Terra em Rondônia (CPT-RO) denuncia mais um assassinato no campo no estado, Ademir de Souza Pereira, de 44 anos, e exige a imediata segurança para a sua esposa e seus familiares, que têm recebido ameaças.

 leia mais



Está oficialmente aberta a temporada de caça a pobres do campo no Brasil
10.07.2017

Leonardo Sakamoto

Ao se sentirem fortalecidos pelas alianças políticas que fizeram, certos produtores rurais e extrativistas querem mudar as regras da demarcação de territórios indígenas, suprimir ainda mais a proteção ambiental, "flexibilizar" as regras para a implantação de grandes empreendimentos, enfraquecer o conceito de trabalho escravo contemporâneo, aprovar uma reforma nas leis trabalhistas no campo que transformaria pessoas em objetos descartáveis de trabalho.

 leia mais



Após 40 dias do massacre, mais um trabalhador rural é morto em Pau D'Arco
08.07.2017

Mario Campagnani, Justiça Global

Pouco mais de 40 dias após o Massacre de Pau D’Arco (PA), que tirou a vida de 10 trabalhadores rurais, Rosenildo Pereira de Almeida, conhecido como Negão, de 44 anos, foi executado a tiros na noite de ontem, na cidade de Rio Maria, cerca de 60km de Pau D´Arco. Ele era uma liderança do acampamento da fazenda Santa Lúcia, palco da chacina, e havia deixado o local horas antes porque estava sendo ameaçado e perseguido.

 leia mais



Ademir Souza Pereira, líder da LCP é executado a tiros na Zona Sul de Porto Velho
07.07.2017

Toni Francis, G1 Rondônia

O camponês estava na esquina das ruas Algodoeiro com Viçosa, no bairro Conceição, quando foi surpreendido por dois homens que estavam em um carro preto. Ademir entou correr, mas foi alvejado e, depois de cair, foi executado com um tiro na nuca. A vítima é um dos líderes da Liga dos Camponeses Pobres (LCP) em Ariquemes (RO), no Vale do Jamari. O militante, sua esposa e outras três pessoas estavam em Porto Velho para participar de uma reunião com o superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

 leia mais



Procuradoria Federal pede fim da revista vexatória em todos os presídios do país
06.07.2017

Maria Teresa Cruz, Ponte

Documento da Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão entregue ao procurador geral da República pede ação de inconstitucionalidade das práticas de revista degradante de parentes de presos.

 leia mais



"A violência de gênero é um dos fenômenos mais democráticos que existem". Entrevista com Marlene Strey
05.07.2017

Vitor Necchi, IHU

Às vezes a violência de gênero pode parecer é um problema apenas de pessoas socialmente vulneráveis, mas isso não é verdade. Também atinge a pessoas de diferentes níveis educacionais o de ingressos, mas frequentemente a questão não fica sendo conhecida pela vizinhança, nem vai para a delegacia ou aos meios de comunicação. A violência de gênero está em todos os lugares onde existirem homens e mulheres, por isso não é algo que possa ser encarado apenas individualmente.

 leia mais



Dossiê apresenta levantamento de crimes cometidos contra defensoras e defensores de direitos humanos no Brasil
04.07.2017

CBDDH

66 ativistas de direitos humanos foram assassinados em 2016 em Brasil, de acordo com relatório divulgado pelo Comitê Brasileiro de Defensoras e Defensores de Direitos Humanos (CBDDH). Outros 64 foram criminalizados, atacados ou ameaçados.

 leia mais



Coletivos unidos em jornada de combate a tortura
26.06.2017

Jornalistas Livres

Os movimentos e organizações sociais e populares, coletivos e grupos autônomos, ativistas culturais e artistas engajados, segmentos dos mais diversos, pessoas comprometidas com a defesa dos direitos humanos, preocupados com a prática sistemática da tortura e da violência praticada por agentes do Estado, exigiram um basta de tortura no Dia Internacional de Combate à Tortura.

 leia mais



No Dia em Apoio às Vítimas de Tortura, secretária diz que prática ainda persiste
26.06.2017

Cristina Índio do Brasil, EBC, Agência Brasil

A secretária especial de Direitos Humanos, Flávia Piovesan, disse que, embora a Constituição de 1988 proíba a tortura e o Brasil tenha ratificado convenções da Organização das Nações Unidas (ONU) que condenam esse tipo de crime, a prática ainda persiste no país.

 leia mais



Assistente social é detida por policiais ao questionar ação na Cracolândia
21.06.2017

Maria Teresa Cruz, Ponte

Uma orientadora socio-educativa que teria observado os PMs quando faziam a abordagem para revistar a mochila de duas adolescentes dependentes químicas, foi algemada, levantada su a blusa e empurrada a uma viatura pelos policiais, que deram voz de prisão por desacato. Identificada como Estela Braga Melo, a profissional presta serviço para a prefeitura de São Paulo na Praça Pincesa Isabel, atuando na abordagem de pessoas em situação de rua, usuárias de drogas. O Conselho Regional do Serviço Social de São Paulo divulgou nota de repúdio e denunciou “violência desmedida” na região por parte da polícia; os profissionais farão ato em resistência ao ocorrido.

 leia mais



Após ser vítima de racismo, estudante abandona curso de Direito no Mackenzie Rio
20.06.2017 

Norma Odara, Brasil de Fato

Uma das colegas da estudante de direito Alba Cristina da Silva Conceição, que cursava o segundo semestre, no Instituto Presbiteriano Mackenzie, no Rio de Janeiro (RJ), se referiu a ela como "macaca" e a suas filhas como "macacas pretas e faveladas que pus pra fora". Alba afirmou ao Brasil de Fato que foi até a universidade para falar com a coordenação, mas que eles trataram a situação de maneira “rasa e superficial”.

 leia mais



E o exército americano chegará à Amazônia?
19.06.2017 

Raúl Zibechi, Outras Palavras

Pela primeira vez na história, tropas dos Estados Unidos participam de um exercício militar no coração da Amazônia. Trata-se do AmazonLog, que acontecerá entre 6 e 13 de novembro no município brasileiro de Tabatinga, na tríplice fronteira entre Peru, Brasil e Colômbia.

 leia mais



Guerra, violência e perseguição elevam deslocamentos forçados a um nível sem precedentes
19.06.2017

ACNUR

Em todo o mundo, o deslocamento forçado causado por guerras, violência e perseguições atingiu em 2016 o número mais alto já registrado, segundo relatório "Tendências Globais" divulgado hoje pela Agência da ONU para Refugiados.

 leia mais



Júlio Lancellotti refuta ação na nova Cracolândia
11.06.2017

Rede Brasil Atual

O padre Júlio Lancellotti, da Pastoral do Povo de Rua, criticou a ação realizada este 11 de junho pelo prefeito de São Paulo, João Doria, e o governador do estado, Geraldo Alckmin, na Praça Princesa Isabel, a "nova Cracolândia", centro de São Paulo. "Alguém acredita que isso vai resolver alguma coisa?! Violência contra os irmãos na Praça Princesa Isabel". Ao publicar uma foto dos policiais em ação, ele lamentou a forma como foi realizada a operação.

 leia mais

 assista aos videos de:
(1) Caio Castor 2'46"   
(2) City News 10'04"



Direitos dos povos indígenas e direito ambiental sob ataque no Brasil, alertam relatores da ONU e CIDH
08.06.2017 

Direitos Humanos na ONU

Três relatores especiais das Nações Unidas e um relator da Comissão Inter Americana de Direitos Humanos se uniram para denunciar que os direitos dos povos indígenas e o direito ambiental estão sob ataque no Brasil. Nos últimos 15 anos, o Brasil tem assistido ao maior numero de assassinatos de ativistas ambientais e da terra em todo o mundo, chegando a uma média de uma morte por semana. Os povos indígenas estão especialmente ameaçados. A pesar da situação, um relatório da CPI recentemente adotado por uma Comissão Parlamentar chega ao extremo de encorajar ao governo brasileiro a abandonar a Convenção 169 da OIT, desmontando qualquer avanço obtido até agora.

 leia mais



Crime ou conflito?
08.06.2017 

Ciro Barros, Agencia Pública

Usada contra o MST no Paraná, Lei de Organizações Criminosas permite juntar acusações e imputá-las a supostos líderes; prisões preventivas de sete militantes foram revogadas depois de mais de seis meses de cadeia. O processo, no entanto, está longe de acabar. 30 mil hectares estão em poder de alguns fazendeiros e da madeireira Araupel. É por esse pedaço de chão que se trava o atual conflito.

 leia mais



Guerras globais, refugiados locais: o maior drama deste século
08.06.2017 

Mariana Serafini, Vermelho

Passaram mais de sete décadas desde o fim da última grande guerra mundial, mas é agora, em 2017, que atingimos a maior cifra de pessoas deslocadas da história: 70 milhões. Os deslocamentos forçados são resultado de guerras ou de violência generalizada; "há milhões de deslocados devido às guerras, mas estas guerras são necessárias para manter o sistema", segundo o doutor Tercio Redondo. Para o professor Reginaldo Nasser, o impacto das políticas neoliberais de poder do mercado é uma das principais causas tanto dos deslocamentos entre países, quanto dos deslocamentos internos. Falta capacidade para prestar a assistência necessária aos refugiados e imigrantes.

 leia mais



Violência no Brasil tem cor, idade e mira nos mais pobres
05.06.2017 

Marcos Aurélio Ruy, CTB

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgou no dia 5 de junho o relatório "Atlas da Violência 2017", feito em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Os números são aterradores e confirmam o genocídio negro, principalmente da juventude e das mulheres. Os dados mostram que a cada 100 pessoas assassinadas no Brasil, 71 são negras.

 leia mais



Jovem de Mariana é levada à delegacia por criticar a PM no Facebook
02.06.2017

Lucas Mantovani, Vértice

Estudante de 19 anos da Universidade Federal de Ouro Preto, foi conduzida à delegacia em Mariana por crime de desacato, após criticar a Polícia Militar em comentário no Facebook no dia 23 de maio.

 leia mais



Chacina no Campo: Vigília no Pará responsabiliza governo e judiciário
01.06.2017 

Fátima Bezerra, Vermelho

Dez cruzes e o derramamento simbólico de sangue em frente ao prédio do Tribunal de Justiça do Pará, foram a forma que os ativistas do Comitê Paraense de Combate à Violência encontraram para dizer o Judiciário paraense e os governos no estado são os grandes responsáveis pelos assassinatos de trabalhadores rurais que lutam por reforma agrária. Segundo um levantamento da Comissão Pastoral da Terra, este ano já houve 36 assassinatos no campo no Brasil, e 18 ocorreram no Pará.

 leia mais


Sem direito à terra em vida, massacre e morte indigna
31.05.2017 

CPT

As Pastorais do Campo divulgaram uma Nota Pública condenando o aumento dos massacres e da violência contra os povos do campo. O documento destaca que "É evidente que esta exacerbação dos conflitos agrários em número e violência, tem ligação com a crise política e com o avanço das forças do agronegócio sobre os Poderes do Estado brasileiro.

 leia mais



Ministério Público diz que Doria quer “caçada humana” na Cracolândia
25.05.2017 

Felipe Betim, El País

O município havia pedido neste mesmo dia autorização da Justiça para internar à força usuários de drogas, mas o Ministério Público de São Paulo, por meio de seus promotores, classificou o pedido de "esdrúxulo" e de "retrocesso". A secretária de Direitos Humanos de São Paulo, Patrícia Bezerra, pediu demissão de seu cargo; em reunião com movimentos sociais, ela classificou a ação policial do domingo 21 de maio na Cracolândia como "desastrosa".

 leia mais



O direto à educação da população migrante
25.05.2017 

Escravo, nem pensar! Repórter Brasil

Uma produção audiovisual dá voz a alunos filhos de imigrantes e brasileiros e educadores para relatarem os desafios de se promover um ambiente multiétnico de aprendizado voltado aos direitos humanos e à integração cultural.

 leia mais



Feridos e hospitalizados chegam a 22 depois de ataque a indígenas Gamela no Maranhão
06.05.2017 

CIMI

Apuração realizada durante esta semana revelou que o número de feridos entre o povo Gamela, atacado no último dia 30 em uma área retomada no Povoado das Baías, município de Viana (MA), chega a 22, cinco deles baleados e Aldenir de Jesus Robeiro e José Ribamar Mendes com mãos amputadas, mas reconstituídas no hospital, de acordo com posicionamento médico oficial.

 leia mais


A líder dos trabalhadores rurais Kátia Martins foi assassinada no Pará
05.05.2017 

CPT

A trabalhadora e líder rural, Kátia Martins, 43 anos, foi assassinada com cinco tiros numa embosca ocorrida em sua própria casa, no Assentamento “1º de Janeiro”, quase na divisa dos municípios de Castanhal e São Domingos do Capim, no nordeste paraense, a 130 quilômetros de Belém. Kátia era a presidente da Associação de Agricultores Familiares deste assentamento.

 leia mais



Relatório da CPI da Funai criminaliza luta pelos direitos indígenas
03.05.2017 

Alceu Luís Castilho

Relatório da CPI da Funai criminaliza 35 líderes indígenas, antropólogos, procuradores, Cimi, CTI e ex-ministro. A CPI foi presidida pelo deputado Alceu Moreira (PMDB-RS), célebre por defender a resistência armada conta indígenas. O relator foi Nilson Leitão (PSDB-MT), atual presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária. O subrelator para a Funai é outro líder da bancada ruralista, dono de terras em Rondônia, Valdir Colattto (PMDB-RS). Foi evidente o propósito de criminalizar o Conselho Indigenista Missionario (Cimi), organização ligada à igreja católica conhecida por defender as etnias.

 leia mais



Militante do MST foi executado no Vale do Rio Doce, Minas Gerais
24.04.2017

MST

Silvino Nunes Gouveia, dirigente regional do MST, foi brutalmente assassinado com dez tiros, o dia 23 de abril no Assentamento Liberdade, município de Periquito-MG. De acordo com relatos de vizinhos, Silvino estava em sua casa quando alguém o chamou, ele saiu com a lanterna e foi recebido com os disparos.

 leia mais


Os nove corpos das vítimas da chacina no MT têm sinais de tortura
24.04.2017

IHU

Os corpos dos nove trabalhadores rurais assassinados na área de Taquaruçu do Norte, a mais de 350 km da zona urbana de Colniza, município a 1.065 km de Cuiabá, apresentam sinais de tortura, segundo os técnicos da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) que realizaram os exames de necropsia, no sábado 22 de abril.

 leia mais


O assassinato de Umbico, Quilombo do Charco
18.04.2017 

CPT

Movimento Quilombola do Maranhão (MOQUIBOM) e a Comissão Pastoral da Terra no Maranhão vêm a público se manifestar sobre o assassinato de Raimundo Silva, Umbico, no último dia 12 de abril, no Quilombo do Charco, em São Vicente Férrer, no Maranhão.

 leia mais



Justiça condena assassino de Nicinha a 15 anos de prisão
24.03.2017 

MAB

No Fórum Criminal de Porto Velho (RO), o Tribunal do Júri condenou Edione Pessoa da Silva pelo assassinato de Nilce de Souza Magalhães, a Nicinha. A pescadora e militante do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) foi assassinada em 7 de janeiro de 2016, mas seu corpo foi achado apenas cinco meses depois no fundo do lago da Usina Hidrelétrica Jirau, com uma marca de tiro na cabeça e com as mãos e pés amarrados a uma pedra.

 leia mais


Não é crise, é projeto
19.01.2017 

Pastoral Carcerária

Apesar do clamor nacional que se seguiu aos massacres de Manaus, Roraima e Rio Grande Norte, o principal produto do sistema prisional brasileiro sempre foi e continua sendo a morte, a indignidade e a violência. Em números bastante subestimados, fornecidos pelas próprias administrações penitenciárias, no mínimo 379 pessoas morreram violentamente nas masmorras do país em 2016.

 leia mais



Fazendeiros são presos por envolvimento em ataque a indígenas em Caarapó (MS)
18.08.2016 

CIMI

O Ministério Público Federal (MPF), por meio da força-tarefa Avá Guarani, obteve a prisão preventiva de proprietários rurais envolvidos na retirada violenta de indígenas da Fazendo Yvu, em Caarapó (MS). O ataque aconteceu em junho deste ano e resultou na morte de um índio e na lesão de outros nove por arma de fogo.

 leia mais



Emboscada a acampamento do MST no Paraná deixa dois mortos e vários feridos
07.04.2016

Brasil de Fato

Uma emboscada contra o acampamento Dom Tomás Balduíno, em Quedas do Iguaçu, região centro do Paraná, deixou dois mortos e pelo menos 6 feridos. Segundo a secretaria do MST, seguranças e jagunços da madeireira Araupel armaram uma emboscada, com participação da Polícia Militar.

 leia mais


Nem justiça nem reconciliação: Reflexões sobre a Comissão Nacional da Verdade no Brasil
12.11.2015

Renan Quinalha

O objetivo deste texto não é fazer uma análise do extenso relatório. Antes, trata-se de fazer uma análise do processo que levou à criação da CNV à luz das determinações mais gerais da transição brasileira, dos caminhos por ela escolhidos em seu funcionamento e realizar um balanço – ainda que preliminar e influenciado pelo calor de acontecimentos tão recentes – de suas realizações e, sobretudo, de seus limites.

 leia mais


Comissão da Verdade de SP investiga participação de empresas
27.02.2015

Entre as companhias mencionadas por ajudar os militares estão a Volkswagen e a Cobrasma
A atuação e colaboração de várias empresas na repressão política durante a ditadura militar começou a ser discutida nesta sexta-feira (27), em audiência pública, na Comissão da Verdade da Assembleia Legislativa de São Paulo. Nesta sexta-feira, a comissão analisou a participação da Volkswagen e da antiga Cobrasma (Companhia Brasileira de Materiais Ferroviários). A atuação de outras empresas será investigada nas próximas audiências.

 leia mais


Combate à tortura
05.02.2015

Flávia Piovesan

Como legado de mais de duas décadas de arbítrio no país, a prática persiste na medida em que se assegura a impunidade de seus agentes
Em 10 de dezembro de 2014, foi lançado o relatório final da Comissão Nacional da Verdade. Em suas conclusões, o relatório destaca: 1) A comprovação de graves violações de direitos humanos, restando confirmadas 434 mortes e desaparecimentos de vítimas do regime militar; 2) A comprovação do caráter generalizado e sistemático das graves violações de direitos humanos, como política de Estado;
3) A caracterização da ocorrência de crimes contra a Humanidade envolvendo a prática de detenções ilegais e arbitrárias, tortura, execuções e desaparecimentos forçados; e
4) A persistência do quadro de graves violações de direitos humanos na atualidade.

 leia mais


Ver arquivo de notícias

 


Observatório das Violências Policiais e dos Direitos Humanos
Rua Monte Alegre 984 - Perdizes -  Prédio Novo - 4º andar - Bloco A - Sala 4E08 - CEP 05014-901 - São Paulo - SP