Para Juristas, decisão que cerceia candomblé é inconstitucional e se vale de racismo
21.07.2017

Justificando

O caso de repressão e intolerância religiosa sofrido por uma casa de candomblé localizada na região metropolitana de Belo Horizonte/MG, em que a Justiça estipulou um conjunto de regras para a realização dos cultos, levantou críticas de juristas. Para a Iyaloríxa Winnie Bueno, “o caso está relacionado com uma regulação que, aparentemente, é jurídica. Trata-se de uma tentativa de suprimir a liberdade religiosa e o livre direito ao culto”.

 leia mais



Lindomar Fernandes Martins, quilombola, foi assassinado em comunidade do município de Lençóis, Bahia
17.07.2017

CPT

Mais um crime envolvendo trabalhador rural quilombola aconteceu na Bahia. Dessa vez na região da Chapada Diamantina.

 leia mais



Grêmio e Aranha, uma história de racismo perverso e continuado
17.07.2017

Breiller Pires, El País

Visto por dirigentes como “pessoa perigosa”, goleiro revive o trauma dos ataques racistas.

 leia mais



Líder quilombola Junior Mota foi assassinado na Bahia
14.07.2017

MPA

O líder camponês e quilombola, José Raimundo Mota de Souza Júnior foi assassinado a tiros no quilombo de Jiboia, interior do município de Antonio Gonçalves (BA), enquanto trabalhada no campo com um irmão e um sobrinho.

 leia mais



Sociologia e o mundo das leis: racismo, desigualdades e violência
05.07.2017 

Paulo Ramos, Justificando

Para quem debate a partir do campo da sociologia das relações raciais, podemos encontrar três exemplos em que nos deparamos com o mundo das leis. Um deles, da primeira metade do século XX, quando da criminalização do racismo; mais recentemente podemos citar a formulação das ações afirmativas; e outro exemplo bem atual, quando debatemos o Genocídio da Juventude Negra.

 leia mais



Religiosos lutam para libertar orixás da polícia
04.06.2017 

Juliana Gonçalves, The Intercept

No início do século XX, a prática das religiões de matriz africana era considerada crime pelo código penal e diversos objetos ritualísticos seus foram apreendidos em batidas policiais. Mais de 100 anos depois, líderes religiosos e ativistas do movimento negro buscam a transferência desta parte da história para um local apropriado e de exaltação à cultura negra através da campanha “Liberte o Nosso Sagrado”.

 leia mais



Após ser vítima de racismo, estudante abandona curso de Direito no Mackenzie Rio
20.06.2017 

Norma Odara, Brasil de Fato

Uma das colegas da estudante de direito Alba Cristina da Silva Conceição, que cursava o segundo semestre, no Instituto Presbiteriano Mackenzie, no Rio de Janeiro (RJ), se referiu a ela como "macaca" e a suas filhas como "macacas pretas e faveladas que pus pra fora". Alba afirmou ao Brasil de Fato que foi até a universidade para falar com a coordenação, mas que eles trataram a situação de maneira “rasa e superficial”.

 leia mais



Violência no Brasil tem cor, idade e mira nos mais pobres
05.06.2017 

Marcos Aurélio Ruy, CTB

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgou no dia 5 de junho o relatório Atlas da Violência 2017, feito em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Os números são aterradores e confirmam o genocídio negro, principalmente da juventude e das mulheres. Os dados mostram que a cada 100 pessoas assassinadas no Brasil, 71 são negras.

 leia mais



Em pleno século XXI, quilombolas ainda têm que lutar por direitos básicos
19.05.2017 

Juliana Gonçalves e Thiago Dezan, The Intercept

Passados 129 anos desde a abolição da escravatura, os quilombos continuam sendo locais necessários à resistência da população negra. A ancestralidade negra vira combustível para a luta atual contra o racismo e pelo direito à terra – ameaçado ainda mais pelo governo Michel Temer, que paralisou as demarcações das terras quilombolas. O reconhecimento das comunidades remanescentes de quilombos é uma forma de reparar os danos do período escravagista sentidos ainda hoje.

 leia mais


O assassinato de Umbico, Quilombo do Charco
18.04.2017

CPT

Movimento Quilombola do Maranhão (MOQUIBOM) e a Comissão Pastoral da Terra no Maranhão vêm a público se manifestar sobre o assassinato de Raimundo Silva, Umbico, no último dia 12 de abril, no Quilombo do Charco, em São Vicente Férrer, no Maranhão.

 leia mais



Morte com endereço: as cidade que concentram 80% dos assassinatos cometidos por policiais
14.03. 2016 

Thiago Guimarães

As mortes praticadas por policiais têm endereço certo no Estado de São Paulo. Em 2014, ano em que o Estado registrou aumento significativo na letalidade policial, apenas 17 das 645 cidades paulistas concentraram 81% desses casos, segundo dados da Polícia Civil. Em municípios como Osasco e Santo André, na Grande São Paulo, praticamente uma em cada três mortes violentas em 2014 foi resultado da ação da Polícia Militar ou Civil. Na capital, uma em cada quatro mortes violentas foi cometida por policial.

 leia mais


É como se a cada dois dias derrubássemos um avião lotado de jovens
24.02.2016 

Para o diretor-executivo da Anistia Internacional no Brasil, Átila Roque, o Estado brasileiro não está conseguindo focar e dar prioridade ao enfrentamento dos altos índices de homicídio, que é a maior emergência humanitária que o Brasil vive. A Anistia lança hoje, no Rio de Janeiro, o relatório completo com um debate.

 leia mais



Observatório das Violências Policiais e dos Direitos Humanos
Rua Monte Alegre 984 - Perdizes -  Prédio Novo - 4º andar - Bloco A - Sala 4E08 - CEP 05014-901 - São Paulo - SP